sexta-feira, 20 de maio de 2011

Colinenses nº 8 - Manjar frio - crônica do Emb. Renato Prado Guimarães



Manjar frio


                Voltei à sorveteria do episódio da insulina (Colinenses nº 3). Como da primeira vez, impressionaram-me a decoração moderna, os posters de bom design, a qualidade técnica e estética da propaganda exposta nas paredes. Tudo indicando uma cadeia, com marketing caro, profissional e abrangente. Gente de São Paulo, do Rio? Ocorreu-me perguntar, esperançoso: Isto é uma franquia ou é aqui mesmo de Colina?
                Resposta, que nem mesmo me surpreende mais: É uma cadeia, sim. Mas a sede não é Colina, não. É Guaíra.
                Depois soube que o produto de Guaíra está hoje em muitas cidades do Estado, com numerosas franquias, concorrendo com os da Capital, do Rio e de fora, que há décadas vêm tirando do negócio nosso sorvete local, o saboroso e frio manjar da província calorenta.
                Guaíra! 50 mil habitantes, a poucos quilômetros de Colina, base para esquema de franquias nacional, competitivo e em expansão...
                Eta interiorrzão de São Paulo!



SOBRE O AUTOR:

Renato Prado Guimarães nasceu em Colina, Estado de São Paulo.
Começou a carreira profissional como jornalista, nas “Folhas” e no “O Estado de S. Paulo”; paralelamente, formou-se na Faculdade de Direito da USP, no Largo de São Francisco.Diplomata desde 1963, foi Secretário de Embaixada em Bruxelas e Bogotá, Chefe do Escritório Comercial do Brasil nos EUA, Cônsul Geral ad interim em Nova York, Ministro-Conselheiro na Embaixada em Washington e Encarregado de Negócios junto aos EUA, ad ínterim.Promovido a
Embaixador em 1987, exerceu aquela função na Venezuela, no Uruguai e na Austrália (cumulativamente, também na Nova Zelândia e em Papua-Nova Guiné). Foi igualmente Cônsul-Geral do Brasil em Frankfurt, na Alemanha, e em Tóquio, no Japão.
No Brasil, foi Chefe da Divisão de Programas de Promoção Comercial, porta-voz do Itamaraty na gestão Olavo Setúbal e Chefe do Gabinete do Ministro Abreu Sodré; fora de Brasília, foi Chefe do Escritório do Ministério das Relações Exteriores em São Paulo – ERESP, que instalou.Aposentou-se em abril de 2.008. Reside atualmente em Colina, sua terra natal, interior de São Paulo, Brasil.

É o autor de “Crônicas do Inesperado”, lançado em outubro de 2.009.
Para contatos, usar o endereço de e-mail rpguimar@gmail.com


Aberto às suas opiniões, sugestões, etc... 



para saber mais sobre o autor, por favor, acesse os links: